Imprimir
PDF

Iran participa de Ato Unificado ao lado dos servidores municipais de Aracaju

Escrito por Valesca Montalvão on .

Pin It

O vereador Iran ratificou que é possível garantir o reajuste salarial O vereador Iran ratificou que é possível garantir o reajuste salarial Na condição de vereador e de servidor público, Iran Barbosa participou do Ato Unificado organizado por sindicatos de servidores municipais de Aracaju, que aconteceu na manhã desta terça-feira, 26, em frente ao Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos.

Os trabalhadores reivindicaram o reajuste salarial, cobrando uma reunião com o prefeito Edvaldo Nogueira para que ele dialogue com os servidores sobre a pauta do reajuste.

Para Iran, a falta de diálogo por parte do Executivo não é aceitável.

“Quando um administrador precisa tratar de pautas apresentadas pelos servidores públicos tem que tratar através da negociação. Não é sem receber, não é sem dialogar. Anunciar a negativa de reajuste pela imprensa é medida autoritária. O caminho democrático é o caminho da negociação”, defendeu.

“A decisão sobre a garantia do direito à revisão salarial anual para os servidores e ao reajuste do valor do Piso Salarial para o Magistério não é uma questão meramente técnica ou financeira, estamos diante de uma decisão essencialmente política e pessoal do prefeito Edvaldo Nogueira. Não podemos aceitar que a pontualidade do pagamento da folha seja colocada como argumento alternativo ao direito de reajuste. O prefeito precisa honrar os seus compromissos de campanha e cumprir o que determina a lei”, afirmou.

Iran voltou a defender que é possível garantir o reajuste salarial sem comprometer as finanças do município.

“Nós, servidores, somos sabedores da realidade financeira do município. Acompanhamos o comprometimento da receita corrente líquida com pagamento de pessoal e sabemos que há uma boa margem para negociação com os Servidores Municipais. Sabemos que, em Aracaju, a Administração Municipal não está investindo o mínimo constitucional exigido para a Educação. Não aceitamos as desculpas que tentam justificar a falta de respeito ao direito à revisão nos salários dos servidores públicos municipais e do piso do magistério”, asseverou o parlamentar.

Audiência

Após muita insistência dos servidores, uma Comissão de secretários os recebeu representantes de sindicatos de diversas categorias, da CUT/SE E CTB-SE.

"É preciso que o prefeito Edvaldo Nogueira receba os servidores e dialogue diretamente", enfatizou Iran"É preciso que o prefeito Edvaldo Nogueira receba os servidores e dialogue diretamente", enfatizou IranIran também participou da reunião, rebatendo argumentos apresentados pelos secretários da Educação, do Planejamento e de Governo.

“Não é correto a Administração colocar para nós a escolha alternativa de direitos. Ou seja, ou se garante o reajuste ou se garante a pontualidade no pagamento. Além disso, os servidores não podem ser penalizados por outras prioridades estabelecidas pela Administração que relegou as pautas dos Servidores Públicos a uma condição de inferioridade”, argumentou.

“É preciso que o prefeito Edvaldo Nogueira receba os servidores e dialogue diretamente. Na época da eleição o prefeito conversou com os servidores. Agora, não aceitamos essa mudança de comportamento. Decisões unilaterais não cabem para um governo que contou com o voto e a confiança da classe trabalhadora”, enfatizou Iran Barbosa.

Representando a Central Única dos Trabalhadores de Sergipe (CUT-SE), Itanamara Guedes pontuou que “a presença do vereador Iran Barbosa no ato foi de suma importância no processo de intermediação com a gestão municipal. Ele apresentou dados sobre a realidade financeira do município e reafirmou a necessidade de Edvaldo cumprir as promessas de campanha feitas aos servidores”.

Neste sentido, a presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe (SEESE), Shirley Morales, falou “na condição de representante do Legislativo, Iran pôde testemunhar como estão ocorrendo as tratativas de negociação, intermediando a favor dos servidores. A nossa pauta, naquele momento, era apenas conseguir marcar uma reunião com o prefeito Edvaldo Nogueira para conversar sobre o reajuste salarial”.

A Comissão da Administração Municipal foi formada pelo Secretário da SEPLOG, Augusto Fábio; pela Secretária da SEMED, Maria Cecília; pelo Secretário da SEGOV, Renato Telles; pelo Secretário da SEMDEC, Luis Fernando.

Ao final da reunião, o Secretário de Governo, assumiu a tarefa de apresentar ao Prefeito o pleito da frente de sindicatos para que sejam recebidos por Edvaldo Nogueira e ficou de dar um retorno, até amanhã, quanto à sua resposta.

Notícias relacionadas